Tratamento

Laser terapêutico

O laser é uma fonte de luz composta por alguns comprimentos de onda, que quando indicados, podem trazer benefícios terapêuticos.O laser de baixa intensidade é usado na odontologia moderna auxiliando nos procedimentos por possuir ação analgésica, anti-inflamatória e cicatrizante, atuando no controle da dor, reduzindo os processos inflamatórios e acelerando o processo de cicatrização.
Indicações da Laserterapia:

Alívio da dor

O tratamento proporciona diminuição da dor de diferentes condições, como dores nevrálgicas, de pós-operatório, mialgias ou de origem pulpar e alveolite, complicação pós operatória que gera um processo inflamatório doloroso.

Mucosite Oral

Uma das complicações bucais mais comuns do tratamento oncológico é a mucosite oral, podendo levar a formação de feridas, o que aumenta o risco de infecção local e sistêmica, comprometendo ainda mais a saúde do paciente. O Laser pode ser empregado na prevenção e no tratamento da mucosite. A mucosite causa um desconforto intenso durante a mastigação, a deglutição e a fala, pode provocar distúrbios do sono e dificulta a higienização. A aplicação preventiva tem o objetivo de minimizar e de evitar o aparecimento da mucosite oral e esta  indicada para pacientes que serão submetidos a transplante de medula óssea, quimioterapia em altas doses e radioterapia de cabeça e pescoço. O tratamento curativo é aplicado em pacientes que já apresentam mucosite oral, promovendo alívio da dor e aceleração do processo de cicatrização das lesões.

Hipersensibilidade dental

Dentes sensíveis é um problema que afeta muitas pessoas e pode ter diversas causas que devem ser avaliadas e resolvidas.  Com a aplicação do laser, a inflamação pode ser reduzida e em alguns casos o problema é eliminado.

Parestesia e paralisia

A parestesia pode ocorrer como consequência de intervenções cirúrgicas, como extração do siso. A condição ocorre quando algum feixe nervoso é afetado, comprometendo a sensibilidade.

Há também as paralisias, que podem ser causadas por infecções bacterianas ou virais ou por causas desconhecidas que devem ser minunciosamente investigadas. Quando indicado, a laserterapia é um ótimo caminho para melhorar as condições, funcionando como um biomodulador, levando mais energia às células, favorecendo a reparação tecidual.

Herpes labial

Causada por um vírus, a herpes labial surge quando estamos com baixa imunidade. Muito comum nos lábios, tem como sintomas coceira e aparição de bolhas e feridas. Nesse caso, o laser pode ser aplicado com protocolos específicos para cada fase, com o objetivo de aumentar a imunidade, eliminar os vírus existentes ou acelerar a cicatrização.

Aftas

São lesões que geram exposição do tecido conjuntivo, ocasionando muita dor e desconforto. Quando indicado, o laser é capaz de intensificar a fase de recuperação, diminuindo significativamente a dor local, gera também bioestimulação do tecido, agindo não somente como regenerador, mas também como anti-inflamatório.

Neuralgia do trigêmeo

A neuralgia do trigêmeo é um problema que atinge o quinto par de nervos cranianos. A causa ainda é desconhecida e os sintomas são dores intensas com duração de minutos, que podem gerar muito desconforto. Com o laser, a região passa pela bioestimulação, regenerando o tecido lesionado e oferecendo ação analgésica ao paciente.

Dores na articulação temporomandibular

As disfunções da articulação temporomandibular podem gerar dores, estalos e ou crepitações e restrições nos movimentos de abrir e fechar a boca. A laserterapia oferece ação analgésica, anti-inflamatória e relaxante muscular. Além disso, pode melhorar a circulação sanguínea e repara as fibras que foram prejudicadas. Mas, como em todos os casos anteriores, é preciso remover as causas pois, geralmente, são multifatoriais.